O papel dos data centers na proteção de dados

Imagem: Ascenty 

Texto por: Marketing, Ascenty Data Centers 

Estudos recentes apontam que o Brasil segue como alvo mundial de ataques cibernéticos. No último trimestre, o país sofreu 15 bilhões de tentativas de fraudes, de acordo com levantamento da Fortinet, e continua bastante vulnerável a vazamento de dados, como no caso do Facebook no último ano, que afetou mais de 400 mil brasileiros. Proteção de dados, no entanto, é tema que transpassa a fronteira nacional e está em evidência em todo o mundo. A criação de importantes regulamentações, como a GDPR, na Europa, e da LGPD, no Brasil, surgem para reforçar as estratégias de empresas e governos para proteger os dados dos usuários.

Nesse cenário, o setor de data centers, responsável pelo armazenamento das informações, deve estar preparado para atender às regulamentações e demandas dos clientes por segurança. Apesar de não atuarem diretamente no processamento dos dados dos usuários, cabe aos provedores de infraestrutura garantir a proteção física dos ambientes para a gestão segura das informações.

Continuar lendo…

Melhores práticas para estar em conformidade com a LGPD

Fonte: Gartner [1]

A nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entra em vigor, oficialmente, em agosto de 2020 no Brasil.

Para os negócios, a lei irá exigir das empresas diversos pontos referentes a segurança, transparência, confidencialidade de dados, privacidade e proteção de informações pessoais, definindo regras e limites sobre a coleta, o armazenamento e o tratamento dos dados por empresas e órgãos públicos, e determinando mais direitos aos usuários.

De acordo com o Gartner, as organizações não estão certas sobre onde, na estrutura organizacional, um novo Data Protection Officer (DPO) deve estar e quais devem ser os primeiros passos envolvidos na criação de um programa de gestão de privacidade.

Os DPOs serão confrontados com a difícil tarefa de estabelecer um novo programa organizacional, aumentar a conscientização das equipes e aumentar o nível de segurança das empresas.

Continuar lendo…

Conheça mais sobre os tipos de backup


Você conhece os tipos de backup que existem e quais são suas funcionalidades?

Preparamos há pouco tempo atrás um post explicando que existem diferentes tipos de backup e em quais situações você deve usar cada um, clique aqui para ler.

Para complementar esse conteúdo e auxiliar os Provedores de Serviços de TI a entenderem melhor como funcionam esses backups, preparamos um infográfico e um vídeo explicativo para auxiliar na conversão de novos clientes.

Assista abaixo o vídeo completo:

Continuar lendo…

Vazamento de dados em órgãos públicos

As informações de cerca de 2,4 milhões de usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) foram supostamente expostas em 11 de abril.

O vazamento envolve um banco de dados com informações sensíveis, como nome, nome da mãe, endereço, CPF e data de nascimento de pessoas cadastradas no serviço.

O vazamento foi noticiado pelo UOL que foi informado previamente pelo atacante e avisado de que os dados seriam expostos em um site. A reportagem procurou o governo assim que soube do possível ataque e repassou os detalhes para que a brecha fosse investigada. A brecha estaria em uma API que permite acessar dados de usuários do SUS.

De acordo com o Tecnoblog, o Ministério da Saúde nega o vazamento de informações e afirmou ter encaminhado uma denúncia à Polícia Federal para a abertura de uma investigação criminal.

O ministério afirma ainda que “o Departamento de Informática do SUS (DATASUS) reforçou as ações de segurança para assegurar a proteção dos dados dos usuários”.

Como funciona o sistema de proteção de dados e backup em nuvem para órgãos públicos?

Continuar lendo…

Domínio .br completa 30 anos!

Imagem: NIC.br

Entenda como o registro no domínio pode proteger o seu site

Já são mais de 4 milhões de domínios “.br” registrados, e no dia 18 de abril desse ano o “.br” completou 30 anos.

Nesse período o “.br”, operado pelo Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), firmou-se como um dos “domínios de topo para código de país” (ccTLD ou country-code Top Level Domain) mais bem-sucedidos do mundo.

História

 No dia 18 de abril de 1989, Jon Postel (IANA – Internet Assigned Numbers Authority), responsável pela atribuição de domínios de topo, delegou o “.br” ao grupo que operava redes acadêmicas à época na FAPESP. Inicialmente o “.br” foi usado para identificar máquinas no ambiente acadêmico, e os registros eram poucos e feitos manualmente.

Leia mais…

Conheça os principais tipos de backup que você pode utilizar

Garanta maior segurança das informações da sua empresa

 

Existem 3 tipos diferentes de backup

Backup Completo (Full)
É a cópia completa de todos os arquivos, possui o tempo de restauração mais rápido.

É o tipo de backup mais demorado para ser executado e também o que mais ocupa espaço em disco.

Backup diferencial
Faz a cópia apenas das últimas modificações relativas ao último backup completo(full).

A velocidade de backup é maior que a do completo e a velocidade de restauração é maior do que a do incremental. Utiliza menos espaço em disco do que o backup completo.

O tempo de restauração é maior do que o do backup completo. O processo de backup é mais lento do que o incremental.

Backup incremental
Faz a cópia das últimas alterações relativas ao útlimo backup.

É o processo de backup mais rápido dos três. Requer menos espaço de armazenamento.
O tempo de restauração é o mais lento dos 3 tipos.

Passível de perda de dados.

Nesse vídeo você poderá entender melhor cada um dos tipos de backup

Como assegurar a eficiência do agendamento?

Leia mais…