Constante alta do dólar afeta os serviços de tecnologia

Apenas no mês de abril a moeda norte-americana subiu 6,03% e fechou a cotação acima de R$3,50. É o maior patamar de fechamento desde junho de 2016 e a tendência é de novas altas durante o ano.

Os consultores da área Econômica [1] informam que o movimento de alta acontece em meio à temores de que o ritmo de aumento de juros anunciados pelo FED (banco federal norte-americano) deverá ser mais acentuado do que o inicialmente esperado, o que pode acelerar o aumento do dólar para os próximos meses, afetando as empresas brasileiras que vendem seus produtos atrelados à cotação do dólar.

E qual o impacto desse aumento no setor de tecnologia?

Leia mais…