10 dicas para realizar um plano de prevenção e de backup em caso de desastres naturais

 

Imagem: Pixabay

Por Jéssica Maia, Marketing, DataSafer

Em 2019, passamos por diversas tempestades e outros desastres naturais nessa mesma época do ano. Fizemos um post sobre o que aconteceu, principalmente nos estados do Rio de Janeiro e de São Paulo, e como as empresas de TI podem mitigar riscos nesses casos. Confira aqui.

Para esse ano elaboramos uma lista com 10 dicas para você, profissional de TI, criar um plano de prevenção em caso de desastres naturais.

A infraestrutura das empresas pode ser afetada com danos causados por temporais, descarga elétrica, deslizamentos, inundações, queimadas ou outros eventos com maior ou menor severidade. Até mesmo de forma indireta a operação da empresa pode ser impactada, por exemplo, com o impedimento da chegada do pessoal de TI caso a empresa fique isolada.

Veja as 10 dicas para responder aos riscos de perda de dados provocados por desastres naturais:

1. Combine as estratégias de realizar backup onsite na própria empresa simultaneamente com a estratégia de backup offsite, ou seja, tenha cópias de segurança em ambiente externo e seguro, geograficamente distante e com menor risco de ser comprometido pelos mesmos fenômenos que possam atingir a sua região.

2. Para o backup offsite, utilize soluções em nuvem com infraestrutura de data center no Brasil e certificados pelo Uptime Institute. Data Centers com a certificação Tier Standard garantem a qualidade da infraestrutura e resiliência para suportar à incidentes severos. Data Centers Tier III possuem SLA com alta disponibilidade de 99,982%, representando downtime de apenas 1,5 horas no ano.

3. Para a operação de backup offsite e em nuvem, considere utilizar links de Internet redundantes e com largura de banda adequada para o volume de dados incrementados e modificados diariamente pela empresa. Para a transferência de arquivos de backup em nuvem, utilize canais seguros com https/SSL e sistema de criptografia padrão militar AES (Advanced Encryption Standard) 256 bits para os arquivos, garantindo o sigilo e confidencialidade das informações.

4. Para a realização do backup local na infraestrutura da própria empresa, considere utilizar mídias removíveis ou dispositivos portáteis, como HDs externos e NAS com gabinete externo. Assim, em caso da iminência de desastres, será mais prático removê-lo do ambiente com segurança.

5. Para o backup onsite e offsite em nuvem, realize um inventário das informações e sistemas mais críticos para o negócio. Servidores de arquivos, desktops de missão crítica, bancos de dados, aplicações como ERP, máquinas virtuais; deverão ser catalogadas no seu plano de backup, definindo a frequência das rotinas (diária, semanal, mensal), agendamento e tempo de retenção.

6. Com a realização do inventário e conhecendo os sistemas e dados mais sensíveis para a organização, considere aumentar a frequência de backup priorizando estes ativos, mantendo os agendamentos de backup normais para outros recursos menos críticos.

7. Se você já estiver usando recursos baseados na nuvem para gerenciar as rotinas de backup, simule situações de restauração para definir o tempo médio necessário para restabelecer os sistemas. Assim você terá o parâmetro real para a restauração do sistema e se está compatível com o RTO (Recovery Time Objective) esperado. Ou seja, caso a restauração do seu banco de dados tenha consumido 6 horas, este parâmetro atende o tempo da sua área de negócio?

8. Ao examinar seus requisitos de backup frente a um desastre natural, examine seus recursos de rede para garantir que você tenha largura de banda suficiente para absorver quaisquer aumentos no tráfego de dados resultantes do aumento da atividade de backup, como para absorver operações de backup manuais e emergenciais.

9. Atualize seus planos de backup, planos de recuperação de desastre e planos de continuidade de negócios para acomodar alterações nas atividades de backup dos sistemas e de dados, ao menos uma vez no ano.

10. Monitore suas atividades de backup regularmente para garantir que os sistemas estejam fazendo backup dos dados corretamente e execute testes pontuais para garantir que tudo esteja funcionando corretamente. Conte com sistemas de monitoramento 24 X 7 com a geração de relatórios, logs e alarmes em caso de incidentes. Provedores de serviços de TI e MSPs com soluções corporativas de backup em nuvem poderão auxiliar a sua empresa no projeto de backup e no gerenciamento da sua operação.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *